5 Comentários

Reflexões maravilhosas!

Espero um aprofundamento em futuros posts.

Expand full comment
Jan 15·editado Jan 15Gostado por Alex Bretas

Maravilhosa reflexão meu querido. E importante. Obg por compartilhar.

Sem um pedido da própria pessoa que irá receber, me parece uma imposição tirana de valores e lente de vida.

Para mim, é um esforço diário minimizar os tropeços nesses padrões 'instrutivos'. E quando caio, continuar tentando reconhecer o quanto antes e levantar rapidamente dessa situação.

E ampliando uma rede de apoio com as pessoas do cotidiano, para nos avisar quando isso acontece. Um convite aberto para nos ajudar na reabilitação para longe desse padrão. E fica aqui um convite para você, para quando perceber isso em mim, também me sinalizar.

A reflexão me lembrou de uma menção feita ao próprio Maturana no livro Dialogue de David Bohm: “Quando um ser humano diz a outro ser humano o que é ‘real’, o que ele na verdade está fazendo é exigindo obediência. Ele está afirmando ter uma visão privilegiada da realidade.”

E também de um papo que o William R. Miller (psicólogo clínico) teve em um vídeo*:

"...como seres humanos, quando você é aconselhado a fazer algo, a reação normal é não fazê-lo, mesmo se concordar com o conselho. […] dar conselhos não é uma coisa particularmente útil para fazer, a menos que a pessoa peça ou esteja lhe dando permissão.

[…] conselho não solicitado é bastante inútil […] muitas vezes tem efeito contrário ao desejado"

*fonte: https://www.youtube.com/watch?time_continue=1576

Expand full comment
Jan 15Gostado por Alex Bretas

Alex, aprendi isso de uma forma até engraçada! Meu filho me " zoando" falou um dia: " mãe, você não troca ideia, vc quer dar palestrinha" Eu me toquei rapidinho, mas na nossa profissão, da uma coceira pra ficar explicando o que já sabe, ou vivenciou, inevitável, pra que gosta de aprender ficar querendo compartilhar, né?

Expand full comment